Tempo de Solidão

"Tempo de solidão, tempo de exílio."

terça-feira, abril 19, 2005

Sempre

Mes jours comme mes nuits,
Sont en tous points pareils.
Sans joie et pleins d'ennui.
Oh! quand donc pour moi brillera le soleil?

5 Comments:

At 4:42 da tarde, Blogger Lyra said...

Gosto tanto desta musica :-) Um beijinho Vincent !

 
At 1:25 da manhã, Anonymous Dora said...

Uma canção tão bonita e encantatória...faz parte das minhas primeiras memórias...

 
At 2:02 da manhã, Blogger Lyra said...

que é feito de ti Vincent?

 
At 9:37 da tarde, Blogger Vincent said...

Não sei, Lyra, não sei mesmo o que é feito de mim. Não sei o que sentir, quanto mais o que escrever...

Cada dia que passa traz-me sempre a mesma tristeza, e cada dia que passa termina sempre em solidão.

Já não aguento mais.

Simplesmente já não aguento mais.

 
At 9:44 da tarde, Blogger Lyra said...

oh meu querido Vincent... Vejo agora a reconstruir-me pouco a pouco, agora a ganhar forças.. E gostava tanto que conseguisses erguerte...Um abraço meu querido e sempre que as noites te pesem e julgas que te afundas no silencio, estarei por aqui (cristina.just@sapo.pt)no msn. Mais não seja para partilhar o teu silencio.

 

Enviar um comentário

<< Home